comentar
gargolado por barraca37, em 23.09.09 às 14:42 link do gargol | favorito

A Nazaré, já se sabe, é rica em talentos nas diversas áreas culturais desde a música, à escrita, às artes plásticas, enfim... estamos preparados para quase tudo e até na patinagem já tivémos um vice-campeão europeu.

 

Este Verão causou-me estranheza a apresentação, nos principais palcos nazarenos, de crianças a cantar ao invés dos que normalmente ali estariam, sob a batuta do reconhecido maestro nazareno.

Então os mais crescidos já deram o que tinham a dar? Já não prestam para animar as noites de Verão organizadas pela Câmara Municipal? Estaremos perante outro tipo de negócio, "quiçá" ainda mais explorado que o anterior?!

 

mais em barraca37 

 


gargoladela Anónima a 26 de Setembro de 2009 às 13:53
Não tenha dúvida que preferia pertencer ao concelho de Alcobaça. Até por identificação da política cultural que fala. Só para lhe dar um exemplo, no último ano, no Valado houve um Festival de Jazz que é, há muito, uma referência a nível nacional, os Bunnyranch, os Deolinda, o Pedro Moutinho... coisas que, se calhar não conhece... Na linda e narcisista Nazaré passou o Tony Carreira!!!
Que PORREIRO... que terra de BIMBOS!!!
Depois fazem galas para atribuir prémios aos "artistas plásticos", aos "escritores" e outras categorias de profissionais intelectuais de grande monta da NAZARÉ!!! O senhor West, que se livra do anonimato com o cognome de West, não acha ridículo???
Saia da Nazaré, conheça bem o seu concelho e acredite que terá surpresas agradáveis!!!!

westnelson a 26 de Setembro de 2009 às 17:45
Tem bom remédio, vá morar para Alcobaça. É logo depois da ponte da torre (sabe onde é?). Aí já é Alcobaça.
Quanto ao resto, não respondo pelas míseras opções dos responsáveis pela autarquia que também são os mesmos que subsidiam e financiam muito do que se faz no Valado, aliás, coisas boas, disso não duvido, e até tenho conhecimento, caso não saiba... Já agora, você não é dono da verdade absoluta e da sabedoria total como está a tentar fazer crer os outros...
Bimbos? Todos temos o direito à nossa opinião e eu tenho a minha sobre a sua impessoalidade (anónimo), que não é a mesma que tenho sobre a população de uma localidade, essa será, com certeza, diferente. Quem não se sente não é filho de boa gente, mas mais, ridículo é o senhor anónimo, pois West, ou melhor, Westnelson, ou melhor, se quiser saber o meu nome  todo é só consultar os meus blogs, aliás, os meus amigos e quem é de cá sabe quem eu sou e isso basta-me. Não seja ridículo senhor(a) anónimo(a), pois ao contrário da sua impessoalidade, aqui todos são conhecidos.
Você é uma pessoa bastante viajada e sabedora... "até conhece  e sabe tudo sobre o concelho e tude, e tude, e tude... he he he!" Pela sua maneira de pensar os outros devem ser uns burros... e os "espertos" estão todos no Valado!

gargoladela Anónima a 27 de Setembro de 2009 às 22:59
West, antes de escreveres, devias preocupar-te em saber se o que dizes é verdade. Devias saber que no ano a que me refiro a Biblioteca só recebeu subsídios relativos às actividades desportivas. Contudo, devias também saber que é o IPAE que financia o Festival de Jazz do Valado, ao contrário da maioria dos festivais do género no país que são, sobretudo, apoiados pelas autarquias.<br />Em vez de passares a vida agarrado à net, a criticar tudo o que acontece, olha para os teus vizinhos. Atenta no espírito solidário que constitui a maior colectividade do distrito de Leiria. Trabalha em prol da comunidade e deixa de ser um casmurro westnelson.<br />Não te queixes da política cultural.Não te queixes do Tony Carreira! Mexe-te!!!<br />Sê criativo e solidário. Passa para além da ponte. Ultrapassa o egoísmo nazareno que só vos destroi e vos torna medíocres!!!

westnelson a 28 de Setembro de 2009 às 01:36
Porquê? Tu preocupaste-te em saber a verdade sobre os outros, sobre quem são, o que fazem, a vida que têm? Não. Se tivesses essa preocupação não classificarias os outros à tua imagem de casmurrice.

Se há alguém que não se importaria de passar para além da ponte (da torre, e ir para Alcobaça), és tu. Já agora, sabes onde fica?
Se bem que tens razão em relação aos assuntos associativos, penso eu, perdes muita dessa razão com a arrogância com que tratas os outros. Para alguém pertencente a uma colectividade, fica-te mal. Ser cordial e criticar ao mesmo tempo é uma arte – que tu não tens e eu não quero ter para com gente assim. Vê bem quem no meio disto tudo é o casmurro?! Mas olha, também te fica mal “colocares na boca dos outros aquilo que tu disseste”  Eu apenas lamentei as opções, mais nada! Quem tem o poder que decida, não sou obrigado a tal. Em relação a isso, deves julgar-te um todo-poderoso!

Sinceramente, pelos contornos do teu comentário, estive para não o aprovar… mas resolvi dar-te mais esta oportunidade, a última, de seres um tipo(a) digno do Valado, que além de anónimo e portanto impessoal, eu não quero classificar. Outros fá-lo-ão. Assim, vê lá se consegues maneiras de criticar sem ofender a dignidade dos outros.

Em nossa casa só entra quem nós queremos…! E já que és tão bom a Português, devias saber que cometeste um erro ou então estás a precisar de uma reciclagem. Sabes, todos somos falíveis, mesmo usando correctores ortográficos. Na Nazaré escreve-se “destrói”. Já no Valado, ou melhor, à tua maneira, escreve-se “destroi”. Para quem veio implicar comigo por causa de uma “gralha” não está nada mal, não senhor!

Fim de citação, fim de conversa, porque eu não tenho a tua vidinha… nem estou para aturar as  birras  dos outros...

Linhas mestras

gargol@sapo.pt
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10

13
14
16
17
19

20
22
25
26

28
29


pesquisar no Gargol
 
gargoladas antigas