westnelson a 26 de Setembro de 2009 às 17:45
Tem bom remédio, vá morar para Alcobaça. É logo depois da ponte da torre (sabe onde é?). Aí já é Alcobaça.
Quanto ao resto, não respondo pelas míseras opções dos responsáveis pela autarquia que também são os mesmos que subsidiam e financiam muito do que se faz no Valado, aliás, coisas boas, disso não duvido, e até tenho conhecimento, caso não saiba... Já agora, você não é dono da verdade absoluta e da sabedoria total como está a tentar fazer crer os outros...
Bimbos? Todos temos o direito à nossa opinião e eu tenho a minha sobre a sua impessoalidade (anónimo), que não é a mesma que tenho sobre a população de uma localidade, essa será, com certeza, diferente. Quem não se sente não é filho de boa gente, mas mais, ridículo é o senhor anónimo, pois West, ou melhor, Westnelson, ou melhor, se quiser saber o meu nome  todo é só consultar os meus blogs, aliás, os meus amigos e quem é de cá sabe quem eu sou e isso basta-me. Não seja ridículo senhor(a) anónimo(a), pois ao contrário da sua impessoalidade, aqui todos são conhecidos.
Você é uma pessoa bastante viajada e sabedora... "até conhece  e sabe tudo sobre o concelho e tude, e tude, e tude... he he he!" Pela sua maneira de pensar os outros devem ser uns burros... e os "espertos" estão todos no Valado!

gargoladela Anónima a 27 de Setembro de 2009 às 22:59
West, antes de escreveres, devias preocupar-te em saber se o que dizes é verdade. Devias saber que no ano a que me refiro a Biblioteca só recebeu subsídios relativos às actividades desportivas. Contudo, devias também saber que é o IPAE que financia o Festival de Jazz do Valado, ao contrário da maioria dos festivais do género no país que são, sobretudo, apoiados pelas autarquias.<br />Em vez de passares a vida agarrado à net, a criticar tudo o que acontece, olha para os teus vizinhos. Atenta no espírito solidário que constitui a maior colectividade do distrito de Leiria. Trabalha em prol da comunidade e deixa de ser um casmurro westnelson.<br />Não te queixes da política cultural.Não te queixes do Tony Carreira! Mexe-te!!!<br />Sê criativo e solidário. Passa para além da ponte. Ultrapassa o egoísmo nazareno que só vos destroi e vos torna medíocres!!!

westnelson a 28 de Setembro de 2009 às 01:36
Porquê? Tu preocupaste-te em saber a verdade sobre os outros, sobre quem são, o que fazem, a vida que têm? Não. Se tivesses essa preocupação não classificarias os outros à tua imagem de casmurrice.

Se há alguém que não se importaria de passar para além da ponte (da torre, e ir para Alcobaça), és tu. Já agora, sabes onde fica?
Se bem que tens razão em relação aos assuntos associativos, penso eu, perdes muita dessa razão com a arrogância com que tratas os outros. Para alguém pertencente a uma colectividade, fica-te mal. Ser cordial e criticar ao mesmo tempo é uma arte – que tu não tens e eu não quero ter para com gente assim. Vê bem quem no meio disto tudo é o casmurro?! Mas olha, também te fica mal “colocares na boca dos outros aquilo que tu disseste”  Eu apenas lamentei as opções, mais nada! Quem tem o poder que decida, não sou obrigado a tal. Em relação a isso, deves julgar-te um todo-poderoso!

Sinceramente, pelos contornos do teu comentário, estive para não o aprovar… mas resolvi dar-te mais esta oportunidade, a última, de seres um tipo(a) digno do Valado, que além de anónimo e portanto impessoal, eu não quero classificar. Outros fá-lo-ão. Assim, vê lá se consegues maneiras de criticar sem ofender a dignidade dos outros.

Em nossa casa só entra quem nós queremos…! E já que és tão bom a Português, devias saber que cometeste um erro ou então estás a precisar de uma reciclagem. Sabes, todos somos falíveis, mesmo usando correctores ortográficos. Na Nazaré escreve-se “destrói”. Já no Valado, ou melhor, à tua maneira, escreve-se “destroi”. Para quem veio implicar comigo por causa de uma “gralha” não está nada mal, não senhor!

Fim de citação, fim de conversa, porque eu não tenho a tua vidinha… nem estou para aturar as  birras  dos outros...