comentar
gargolado por hermeneuticamente, em 22.04.09 às 11:16 link do gargol | favorito

No departamento de Física da Universidade de Évora num dos dias onde esperava a minha esposa, pude ler um cartoon que penso interessante partilhar hoje.

Dois planetas encontram-se na sua órbita solitária pela galáxia. Pergunta um para o outro:

- Então, como estás?

- Olha tenho andado meio abatido.

- Pois bem vejo. Mas o que se passa, estás doente?

- Sim, sofro de uma doença que me tem deixado assim, sofro de Homo Sapiens!

- Ah, não é motivo para te alarmares. Isso é muito chato, mas passa depressa!!!

 

 


comentar
gargolado por westnelson, em 22.04.09 às 10:30 link do gargol | favorito

Outdoors e mais outdoors, umas vezes aos pares mais parecendo vidrões, outras isoladamente colocados em pontos estrategicamente visíveis o quanto baste para irritar quem por ali passa todos os dias! Gastam milhares de euros julgando influenciar a maneira de pensar dos eleitores através de tal forma arcaica de campanha. É ridículo chegarem ao ponto de fazer umas guerrinhas mesquinhas, entre eles, por haver um determinado partido a usar um sítio ilegal para afixação. Todos os sítios deviam ser proibidos para afixação de outdoors de cariz eleitoralista. Hoje, existem outras formas de fazer campanha, mais direccionada ao cidadão, potencial eleitor. Sim, potencial, porque todos o somos, embora não esteja fácil pôr, pelo menos, meio Portugal a votar já nas “primeiras” que se aproximam para a Europa. A abstenção vai ser grande, séria e quase absoluta. Não há volta a dar. A classe política está desacreditada na opinião pública e não são outdoors poluidores da paisagem, que vão fazer a nossa gente mudar de ideias. Além disso há mais em que pensar do que mandar para Bruxelas meia dúzia de indivíduos ganhar ordenados milionários com todas as despesas pagas enquanto o povo anda a chuchar no dedo.

A maioria dos políticos ainda não perceberam que é através da internet que se devem expandir para exprimir, divulgar as suas ideias, claro, além das tradicionais formas, como a exposição mediática em jornais, televisão, debates, comícios, etc... onde poderão falar de maneira mais directa para os eleitores. Os outdoors à beira da estrada são um verdadeiro atentado ao ambiente, quanto mais não fosse pela “forma” [como] e pelo “conteúdo” [mensagem]. Por favor acabem lá com essa treta que até faz mal e atrapalha a visão de quem conduz. Se ao menos lá estivessem umas caras bonitas...!

 


comentar
gargolado por westnelson, em 22.04.09 às 01:16 link do gargol | favorito

Questionei várias entidades sobre a problemática da recolha e valorização dos óleos alimentares usados. Simplesmente, não obtive respostas aos e-mails! Nem sequer uma linha escreveram sobre o assunto. O post anterior, referente a esse caso, ficou, assim, com as respostas em branco.

Pessoalmente, até sei quais são as respostas a algumas das perguntas com as quais questionei várias entidades da nossa terra. Pesquisei na internet e até contactei entidades privadas de recolha de resíduos e obtive algumas respostas mas, por coerência para com aquilo que escrevi e fiz, continuarão em branco. Quem quiser que responda, terei o maior prazer em colocar no sítio certo as respectivas respostas. O que não é nada digno é gente com responsabilidade na política local e em órgãos com relevância a nível comercial, de serviços e industrial não responderem aos e-mails enviados a pedir umas míseras respostas que, na minha humilde opinião, até poderiam servir, de alguma forma, em proveito daqueles que foram questionados. Ainda não perceberam que podem aproveitar a internet, não só em sítios e blogs oficiais como em blogs daqueles que os interpelam de maneira educada e simples a bem, também, do esclarecimento da população ou então os e-mails foram direitinhos para o SPAM. Parece que não aprenderam, embora a outro nível, a lição dada nas últimas eleições americanas!

Os blogs da Nazaré, mesmo com pouquíssima participação a nível de comentários têm, uma grande e, cada vez maior, visibilidade entre a população. Há várias maneiras de sentir esta afirmação – pelo contacto com as pessoas, por aquilo que escutamos, pelos e-mails que recebemos e ainda pela consulta à nossa página de apoio de contagem de visitas. Nesta ultima conseguimos ver com uma exactidão incrível "quem" nos acede, de onde, através de que site ou blog, links ou busca, indo ao pormenor de nos indicar até a resolução do monitor usado e do próprio sistema operativo e browser.

 

Sem dúvida que a compostagem é necessária e bem vinda. Como cidadão preocupado com o ambiente, estou mesmo muito contente com esta medida, mas eu não tenho jardim... mas tenho ali um garrafão de 5 litros cheio de óleo alimentar usado e não sei o que fazer com ele!?

 





Copyright Gargol 2013 | linhas mestras | gargol@sapo.pt

eXTReMe Tracker






Linhas mestras

gargol@sapo.pt
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
15
16
17
18

19
20
21
23
25

26
28
29
30


pesquisar no Gargol
 
subscrever feeds
.
gargoladas antigas