comentar
gargolado por westnelson, em 13.07.11 às 23:00 link do gargol | | favorito

Apesar de lá terem estado vários anos – os sinais de trânsito que proibiam o estacionamento –, digam lá se não era embirraria das autoridades suportada pela autarquia, ninguém poder estacionar na marginal norte da Nazaré, especialmente durante o Verão. Ainda para mais com a falta de espaço para arrumar o carro, o que muitas vezes acontecia, especialmente ao fim de semana. Agora que é a pagar já se pode! Nada mais mudou além desse “pormenor”, nada foi alterado, nem sequer o passeio ou mesmo a estrada.

Só para salientar que agora as cargas e descargas se fazem em segunda fila. Está tudo bem, quando está tudo mal... e viva o Verão!




comentar
gargolado por westnelson, em 05.10.10 às 03:22 link do gargol | | favorito

Para resolver os problemas da Associação de Alojamento Particular da Nazaré, é dito, e bem, haver apenas uma solução, ainda que radical - Acabar com a mesma.
O Verão que passou instalou-se de vez a anarquia, já de si remanescente de Verões passados, só que desta vez com mais intensidade. Aliás, sempre foi assim. Daí não vir mal ao mundo se esta acabar. Porquê alimentar estruturas associativas que nada resolvem, pelo contrário - divide associados, divide estes dos não associados não os conseguindo cativar para a organização, e, sabe-se lá porquê! Acaba-se com isto e pronto. Baralha-se e volta-se a dar novamente, sem recurso a cursos nem cursinhos que nada acrescentam a quem é obrigado a frequentá-los - nunca ouviram o ditado popular que reza assim, "Burro velho não aprende"? -, sem protocolos e regras descabidas da realidade Nazarena. E, não é com afirmações, como aquela que fez o presidente da associação [na rádio Nazaré] já para não falar na do ano passado, que vai resolver, atenuar ou desculpar as atitudes das pessoas em plena "Rua D'Avenida" [Avenida Vieira Guimarães] - "lambada de três em pipa" -, dizendo que "a oferta é superior à procura o que faz com que apareçam incidentes, o que é normal nesta altura do ano e com estas condições...!"...! E desde quando é que um incidente é uma situação normal? Quando muito, estes incidentes, são uma anormalidade que esta associação ajudou a criar.
As pessoas certas, aproveitando o pouco do bom que a experiência foi municiando ao longo destes anos, seria um razoável ponto de partida para uma nova estrutura, melhorada, mais exigente e que se baseasse numa política de qualidade, sempre, mas sempre, com tudo muito bem fiscalizado e coerente com a realidade económica e exigências físicas à vila da Nazaré.
Já agora, acabem lá com as barraquinhas [quiosques] de aluguer de habitação particular que não aquecem nem arrefecem - Quase ninguém recorre a elas, não resultam, não tiraram as chambristas das ruas, estas não gostam, também, de alugar através delas e só servem para dar lugar a meia-dúzia de postos de trabalho(!?) durante aqueles dois meses do período Estival. Assim já não tinham de passar pelo jogo do empurra por causa das verbas subsidiadas, entre a CMN e esta associação, para cobrir os vencimentos de quem ali sofre ao calor, à saturação, e ao desânimo do passar das horas intermináveis dos dias do Verão sem nada para fazer.

texto manuscrito a 28 de Julho de 2010 e editado à data da publicação.


comentar
gargolado por westnelson, em 17.08.10 às 04:25 link do gargol | | favorito

Estas fotos têm exactamente um ano, e não vale a pena estar a repetir (tirar mais fotografias) aquilo a que chamaríamos "mais do mesmo".
Este ano está a ser tal & qual a mesma coisa, se não mesmo ainda pior. Os carros mal estacionados por todo o lado, em contra-mão (assim, apenas vi uma multa aplicada no pára-brisa de um automóvel), em cima dos passeios, das passadeiras, enfim, é mesmo mais do mesmo sem que a PSP local e a autarquia tenham mão na matéria. Será porque não querem? Porque não podem?!! Será que terá de ser assim para facilitar a entrada de visitantes durante o Verão?
Sou levado a crer que será um pouco de tudo isso e mais ainda, mas, se for somente pela terceira razão aqui apontada (mas não só), então terei de dizer que me sinto indignado com a incoerência demonstrada pelas forças de segurança - Se eu estacionar durante o Inverno, momentaneamente que seja, na marginal ou junto à capitania, por exemplo, logo vem um mui zeloso senhor guarda puxar do bloco (agora é uma pasta) e, vamos lá que se faz tarde: Toma e embrulha, como já me aconteceu e vi fazer muitas vezes. E é assim ano após ano, sem que nada se faça para mudar esta situação. Não a situação do Inverno, essa não está mal apesar de indignante pela comparação e incoerente diferenciação, mas pela muito indignante situação da mediocridade da qualidade do trânsito no Verão Nazareno.

Algo está mal, muito mal, mesmo. No passado Domingo a situação era semelhante à das imagens apresentadas no link acima (slideshow), enquanto o parque de estacionamento norte, junto à zona desportiva da Nazaré, se encontrava assim, como a imagem documenta, vazio. Penso que estas situações merecem uma atenta reflexão por parte de todos, especialmente por parte daqueles que têm o poder de decidir, fazer e aplicar... ou não! Já começo a duvidar que haja alguém, ou alguma entidade oficial com estas características na vila que queria ser cidade.




comentar
gargolado por westnelson, em 21.07.09 às 20:09 link do gargol | | favorito

Se por um lado a PSP deixa abusar a bom abusar do estacionamento aos fins de semana por notória falta de estacionamentos periféricos com apoio de transportes urbanos a toda a hora, por outro lado, não o devia deixar fazer. Não se respeitam as passadeiras, os sinais de trânsito, os passeios, os peões que somos todos nós, onde todo e qualquer tipo de estacionamento é permitido, para depois, num repente sem critério algum além da vontade de quem decide e chefia homens, muitas vezes mal preparados e eles próprios com poder de decisão sem critério definido, puxarem das pastas e desatarem a multar os infractores dos abusivos estacionamentos que, ontem até eram permitidos, apesar das leis do código da estrada, e hoje, assim de repente, deixaram de ser porque se tem de cumprir com o código da estrada e o critério, ontem, inaplicável, hoje, é aplicável porque vem nas normas estabelecidas.
 

Como se pode ver nas imagens, no Domingo o estacionamento na zona Norte da Nazaré estava péssimo, selvagem até! Os passeios eram o melhor sítio para parquear viaturas, os sinais de trânsito não interessavam para nada e as passadeiras (?), cagavam-se nelas! Não vi um único agente da PSP a colocar alguma ordem no caos. Mas vi cinco “fardas”, imigrantes de Leiria incluídos, com as mãos nos bolsos à porta da esquadra a apreciar as meninas que passavam e uma viatura azul e branca com a lotação esgotada, toda a tarde às voltas pela marginal, onde os ocupantes se distraiam a “ver as vistas!”

No dia seguinte, nem parecia que estávamos na mesma localidade. Apesar de uns “abusadores de ocasião”, até se podia circular “à pata” pelos passeios e atravessar nas passadeiras sem grandes problemas de acesso às mesmas. Ainda assim consegui encontrar algumas, diga-se, muitas excepções, que vêm confirmar a regra. E esta regra, não é mais que uma constatação de factos: Ao fim de semana “tá a palecada acamada!”; durante a semana, nada. E, mesmo aqueles que vêm à praia, fazem-no apenas com esse intuito. Permanecem durante o dia, trazem tudo e mais alguma coisa, como se viessem para ficar por quinze dias. Quando o “Sunset Beach” atinge o auge, é hora de agarrar na família, na tralha toda, pegar na viatura e “bazar”, porque a auto-estrada transforma o longe em perto e, apesar de cara, até fica mais barata que uma casa alugada ou que uns chambres para meia dúzia de dias.

 


comentar
gargolado por hermeneuticamente, em 15.05.09 às 13:17 link do gargol | | favorito

 

És aluno do 10º, 11º ou 12º ano? Queres ter um contacto directo com a investigação científica e tecnológica? Passar uns dias das férias de verão radicalmente diferentes? Sentir o bichinho da Física ou da Química?

 

Os seguintes estágios estão disponiveis:

 

- Aprende Robótica usando Lego Mindstorms;

 

- Nanotecnologia aplicada à libertação controlada de fármacos para aplicações na Medicina Regenerativa;

 

- Fotografia laboratorial: A arte fotogénica no laboratório de química;

 

- “INCISTA - Taguspark: INtrodução à Ciência no IST TAguspark”;

 

- Os Nanomateriais nossos amigos;

 

- Modelação em Oceanografia: Ondas e Correntes;

 

- Um fotão é uma onda ou é uma partícula?;

 

- Com as mãos na massa - ensino experimental da Ciência;

 

- Física dos Plasmas e Fusão Nuclear;

 

- Fazer da Ciência e da Tecnologia a minha, a tua, a nossa linguagem;

 

- Detectores da experiência ATLAS em LHC;

 

- Acontecimentos na experiência ATLAS em LHC;

 

- Determinação das frequências naturais de uma ponte pedonal com um acelerómetro baseado em redes de Bragg em fibra óptica;

 

- Oficina de Robótica;

 

- Introdução experimental às radiações: Experiências básicas de Física nuclear;

 

Contacta a professora Ana Rita Maltez para te informares e se precisas de ajuda no processo de candidatura.

 





Copyright Gargol 2013 | linhas mestras | gargol@sapo.pt

eXTReMe Tracker






Linhas mestras

gargol@sapo.pt
Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

28
29
30
31


pesquisar no Gargol
 
subscrever feeds
.
mais comentados
gargoladas antigas