comentar
gargolado por westnelson, em 17.08.10 às 04:25 link do gargol | | favorito

Estas fotos têm exactamente um ano, e não vale a pena estar a repetir (tirar mais fotografias) aquilo a que chamaríamos "mais do mesmo".
Este ano está a ser tal & qual a mesma coisa, se não mesmo ainda pior. Os carros mal estacionados por todo o lado, em contra-mão (assim, apenas vi uma multa aplicada no pára-brisa de um automóvel), em cima dos passeios, das passadeiras, enfim, é mesmo mais do mesmo sem que a PSP local e a autarquia tenham mão na matéria. Será porque não querem? Porque não podem?!! Será que terá de ser assim para facilitar a entrada de visitantes durante o Verão?
Sou levado a crer que será um pouco de tudo isso e mais ainda, mas, se for somente pela terceira razão aqui apontada (mas não só), então terei de dizer que me sinto indignado com a incoerência demonstrada pelas forças de segurança - Se eu estacionar durante o Inverno, momentaneamente que seja, na marginal ou junto à capitania, por exemplo, logo vem um mui zeloso senhor guarda puxar do bloco (agora é uma pasta) e, vamos lá que se faz tarde: Toma e embrulha, como já me aconteceu e vi fazer muitas vezes. E é assim ano após ano, sem que nada se faça para mudar esta situação. Não a situação do Inverno, essa não está mal apesar de indignante pela comparação e incoerente diferenciação, mas pela muito indignante situação da mediocridade da qualidade do trânsito no Verão Nazareno.

Algo está mal, muito mal, mesmo. No passado Domingo a situação era semelhante à das imagens apresentadas no link acima (slideshow), enquanto o parque de estacionamento norte, junto à zona desportiva da Nazaré, se encontrava assim, como a imagem documenta, vazio. Penso que estas situações merecem uma atenta reflexão por parte de todos, especialmente por parte daqueles que têm o poder de decidir, fazer e aplicar... ou não! Já começo a duvidar que haja alguém, ou alguma entidade oficial com estas características na vila que queria ser cidade.




comentar
gargolado por westnelson, em 24.09.09 às 21:23 link do gargol | | favorito

Bem podia ser o nome do filme que passou hoje na marginal da Nazaré entre as 12h30 e as 13h00, quando uma viatura ligeira estacionou na Praça Sousa Oliveira (esplanada) mesmo na curva. Logo de seguida chegou um auto bus de matrícula espanhola e foi a confusão. Ninguém passava, ninguém andava. A marginal já tinha uma fila a perder de vista. Ouvia-se buzinar, reclamar, ralhar, havia quem, mesmo no trânsito, se divertia com a situação, e havia também os Chico espertos  do costume, ou, o safe-se quem puder, a conduzir pelo passeio para sair da coisa maldita porque estava na hora do almoço e a barriguinha já dava as horas... foi o caos. Polícia é que nem vê-la.

Muita gente estava ao telemóvel, provavelmente a avisar a polícia, não sei. Só sei que um dos primeiros motoristas na fila ia dizendo para o boneco que,« ... tem o vidro aberto e a chave na ignição!». Não quero acreditar, mas acho que foi alguém da fila de trânsito que foi tirar o carro dali... a pedido, provavelmente, de quem? conseguem adivinhar? É caso para gritar aos sete ventos, que não era nenhum e até se estava muito bem na praia, o calor era de morrer, ONDE PÁRA A POLÍCIA? - (saga 2450 Nazaré).




Ampliar Visualização

 

 


comentar
gargolado por westnelson, em 20.08.09 às 00:01 link do gargol | | favorito

Hoje [ontem] foi dia de cheques na marginal norte da Nazaré. Depois de cheia que nem um ovo, aquele estacionamento ainda leva umas largas dezenas de viaturas. Aquilo é que foi facturar. Todos os veículos ali estacionados estavam multados... e bem multados, diga-se. O problema é que só o fazem de vez em quando numa acção clara de caça à multa. Primeiro facilitam, facilitam, e, quando os automobilistas ganham confiança e até estam à-vontade... truzcatrapuztustus. Toma lá um cheque e não digas que vais daqui.

Devia haver ali um ou dois agentes em apoio e fiscalização permanente durante o Verão. Isso sim, isso era trabalhar em prol [do trânsito e do estacionamento] da Nazaré. Curiosamente, nas voltas que dei pela vila, e foram muitas, tanto de manhã como na parte da tarde, não vi um único agente. Deve ter sido mesmo uma acção relâmpago para ver se ninguém fugia sem o respectivo cheque. Assim vamos longe na engorda do orçamento.

 


comentar
gargolado por westnelson, em 16.08.09 às 14:27 link do gargol | | favorito

 


comentar
gargolado por westnelson, em 21.07.09 às 20:09 link do gargol | | favorito

Se por um lado a PSP deixa abusar a bom abusar do estacionamento aos fins de semana por notória falta de estacionamentos periféricos com apoio de transportes urbanos a toda a hora, por outro lado, não o devia deixar fazer. Não se respeitam as passadeiras, os sinais de trânsito, os passeios, os peões que somos todos nós, onde todo e qualquer tipo de estacionamento é permitido, para depois, num repente sem critério algum além da vontade de quem decide e chefia homens, muitas vezes mal preparados e eles próprios com poder de decisão sem critério definido, puxarem das pastas e desatarem a multar os infractores dos abusivos estacionamentos que, ontem até eram permitidos, apesar das leis do código da estrada, e hoje, assim de repente, deixaram de ser porque se tem de cumprir com o código da estrada e o critério, ontem, inaplicável, hoje, é aplicável porque vem nas normas estabelecidas.
 

Como se pode ver nas imagens, no Domingo o estacionamento na zona Norte da Nazaré estava péssimo, selvagem até! Os passeios eram o melhor sítio para parquear viaturas, os sinais de trânsito não interessavam para nada e as passadeiras (?), cagavam-se nelas! Não vi um único agente da PSP a colocar alguma ordem no caos. Mas vi cinco “fardas”, imigrantes de Leiria incluídos, com as mãos nos bolsos à porta da esquadra a apreciar as meninas que passavam e uma viatura azul e branca com a lotação esgotada, toda a tarde às voltas pela marginal, onde os ocupantes se distraiam a “ver as vistas!”

No dia seguinte, nem parecia que estávamos na mesma localidade. Apesar de uns “abusadores de ocasião”, até se podia circular “à pata” pelos passeios e atravessar nas passadeiras sem grandes problemas de acesso às mesmas. Ainda assim consegui encontrar algumas, diga-se, muitas excepções, que vêm confirmar a regra. E esta regra, não é mais que uma constatação de factos: Ao fim de semana “tá a palecada acamada!”; durante a semana, nada. E, mesmo aqueles que vêm à praia, fazem-no apenas com esse intuito. Permanecem durante o dia, trazem tudo e mais alguma coisa, como se viessem para ficar por quinze dias. Quando o “Sunset Beach” atinge o auge, é hora de agarrar na família, na tralha toda, pegar na viatura e “bazar”, porque a auto-estrada transforma o longe em perto e, apesar de cara, até fica mais barata que uma casa alugada ou que uns chambres para meia dúzia de dias.

 





Copyright Gargol 2013 | linhas mestras | gargol@sapo.pt

eXTReMe Tracker






Linhas mestras

gargol@sapo.pt
Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

28
29
30
31


pesquisar no Gargol
 
.
mais comentados
gargoladas antigas