comentar
gargolado por westnelson, em 26.10.09 às 10:26 link do gargol | | favorito

Foto: Vitor Estrelinha

 

A exposição Fotográfica "Passado Presente" trata-se de uma exposição de fotografias, captadas pela objectiva de Vitor Estrelinha na actualidade, que, através de um percurso histórico definido por Ana Hilário, historiadora da Câmara Municipal, pretende evidenciar, com recurso à imagem, fazendo um paralelismo com fotografias de vários autores e de várias alturas do séulo passado, assinalando os marcos do desenvolvimento cultural e social desta vila piscatória.

Uma organização da Câmara Municipal da Nazaré no Centro Cultura da Nazaré (marginal sul) que estará patente por mais uns dias, até 07 de Novembro de 2009. A não perder.

(texto editado)

 


comentar
gargolado por westnelson, em 07.07.09 às 20:02 link do gargol | | favorito

Como é possível a Câmara Municipal da Nazaré enviar o “3º NazaMexe - Happening Cultural” para o parque de estacionamento do Porto de Abrigo com se estivesse a enviar uma encomenda hermeticamente fechada por conter material altamente inflamável para o Burkina Fasso?

A organização que, aceitou, e bem, colocou tanto essa como outras propostas na mesa, que ao que parece, não foram aceites pela CMN.
Apesar do concelho da Nazaré não se limitar ao areal e à marginal , duma  coisa estou convicto, um evento destes devia ser realizado mesmo na praia, na marginal em frente da Av. Vieira Guimarães, na pior das hipóteses em frente do Centro Cultural. Isto soa a um autêntico “tomem lá autorização, não chateiem mais e vão lá para cascos de rolha [para não ser pior], onde ninguém vos pode ouvir, onde não vão poder incomodar ninguém”, isto apesar de ser uma das propostas da organização. Até podiam ter apresentado como proposta o "Rio de longe". E se a CMN disponibilizasse esse local? Eu posso apresentar meia dúzia de propostas para determinado acontecimento, por ter de o fazer, e, gostar apenas de dois!

Se por um lado os jovens e todos aqueles que gostam destes eventos, em que o comercio nocturno, mas não só, poderia tirar proveito, pois tratasse de um festival, de uma festa que, poderá crescer e colocar a Nazaré no calendário dos festivais de verão a médio prazo, embora dentro de certos limites com tudo o que traria de bom para a terra, por outro lado, a CMN tenta agradar aos mais conservadores, aos que por qualquer motivo não gostam destes eventos, esquecendo-se que nestes casos não pode haver o meio termo. Ou a Nazaré evolui no sentido natural daquilo que tem vindo a acontecer com a espectacular passagem de Ano e com o Carnaval, ou se retira do mapa turístico, tal como está agora, no meio termo, onde por um lado se quer ter tudo durante o dia e nada durante a noite. Nestes casos temos de optar e escolher o que se quer para a Nazaré. Uma praia de sossego com uma noite calma, o que não deixa de ser um contra-senso, ou se uma praia jovial que dê para todos, mas que segure o grosso do turismo também durante a noite. Acho que a Nazaré só tem a ganhar em ter muitos e bons eventos e com uma praia tão grande… mas não no parque de estacionamento do porto de Abrigo?! Quem vai lucrar com isto são as relotes das bifanas e dos cachorros, porque os bares da “praia” ficam a ver navios, ou então o espectáculo musical, às moscas!

3º NazaMexe - Happening Cultural

 

Espectáculo musical com:
The Amazing Flying Pony;
All Things Shinning; Dj Ride


Dia 18 de Julho Das 22h às 04.00h

Organização: AnaZart e ACISN
apoio: Câmara Municipal da Nazaré
Local: Parque de Estacionamento do Porto de Abrigo

 

p.s.: Este post foi reeditado após o primeiro comentário e resposta ao mesmo


comentar
gargolado por westnelson, em 18.01.09 às 04:39 link do gargol | | favorito

 

A partir de hoje, está patente ao público no Centro Cultural da Nazaré, e até ao próximo dia 8 de Fevereiro, uma exposição que visa a comemoração do bicentenário das Invasões Francesas cujo tema é “A Resistência Popular nas Invasões Francesas e a Importância do Forte de S. Miguel no Imaginário Colectivo”.

 

Agora pergunto eu, se com tanto apoio a Liga dos Amigos da Nazaré e Câmara Municipal da Nazaré já terão força, não só para fazer uma exposição como, para tentar salvar o nosso património, neste caso o Forte de S. Miguel Arcanjo, devotado ao abandono por parte do tutor oficial, a Capitania do Porto da Nazaré, ou melhor, despromovido a armazém de lixeira resultante das apreensões por parte das acções da polícia marítima? Mas não é só. O próprio monumento está no descalabro completo. As obras feitas já há algum tempo não beneficiaram em nada o forte, descaracterizando-o. Mais recentemente, a queda de pedras da fachada frontal à direita da porta principal, portanto, virada para a estrada, é notória. Até já  há quem tenha uma colecção daquelas pedras em casa – talvez num futuro não muito longínquo elas venham a valer uma pequena fortuna – dizem!

Porque não aproveitam, não a inércia demonstrada até agora por parte de todos os agentes que deveriam estar envolvidos, mas, a embalagem e a temática importante desta exposição para fazer valer os valores da preservação do nosso património. Sim, fazer exposições é muito importante mas as acções no terreno são-no ainda mais. Agora que se fala tanto da Marca Nazaré, era importante recuperar o forte, elemento importante na fisionomia da paisagem da Nazaré. É que não tenham dúvidas, se nada se fizer em breve o forte um dia destes passa mesmo, literalmente, a fazer parte do imaginário colectivo de uma população.





Copyright Gargol 2013 | linhas mestras | gargol@sapo.pt

eXTReMe Tracker






Linhas mestras

gargol@sapo.pt
Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

28
29
30
31


pesquisar no Gargol
 
.
mais comentados
gargoladas antigas