comentar
gargolado por westnelson, em 13.07.11 às 23:00 link do gargol | | favorito

Apesar de lá terem estado vários anos – os sinais de trânsito que proibiam o estacionamento –, digam lá se não era embirraria das autoridades suportada pela autarquia, ninguém poder estacionar na marginal norte da Nazaré, especialmente durante o Verão. Ainda para mais com a falta de espaço para arrumar o carro, o que muitas vezes acontecia, especialmente ao fim de semana. Agora que é a pagar já se pode! Nada mais mudou além desse “pormenor”, nada foi alterado, nem sequer o passeio ou mesmo a estrada.

Só para salientar que agora as cargas e descargas se fazem em segunda fila. Está tudo bem, quando está tudo mal... e viva o Verão!




comentar
gargolado por westnelson, em 06.07.11 às 02:30 link do gargol | | favorito

Já estão instaladas as máquinas de tickets - parquímetros - para o estacionamento pago numa parte importante da Nazaré mas com algum atraso em relação ao previstoAs novas zonas de estacionamento criadas pela CMN e que afinal - pasme-se - já lá estavam, só que agora são pagas, já podem render os eurozitos necessários para comprar lâmpadas para os candeeiros que estão em blackout por ordem da CMN por toda a marginal e esplanada, mas, com maior incidência na zona norte da marginal do lado de terra, onde não há uma lâmpada em plena posse das suas faculdades para o qual foi criada - iluminar. Deve ser por isso que há tanta mente ali para os lados da Avenida Vieira Guimarães a precisar de iluminação!

Afinal estamos a ir no bom caminho: Queres estacionar? Paga e não bufes! - Queres luz à noite? Leva uma lanterna de bolso!

E, isto para não falar nas autênticas sovilas lixeiras que se juntam em cada ponto dos vários tipos de recolha de lixo, mal construídos e quase sem manutenção - uma autêntica vergonha municipal sem resolução à vista, ou melhor, à vista de todos e a qualquer hora do dia com o sentido, adicional, do olfacto a funcionar mesmo que nós o tentemos ignorar - o odor é por vezes nauseabundo! É do vento suão - dizem alguns - que traz o agradável smell da ETAR junto à entrada sul da vila.

Para agravar, o vandalismo da noite nazarena como nunca antes se viu... quer dizer, ver não se vê, mas quem chega de manhã junto das suas viaturas e as vê com os 4 pneus estraçalhados e a pintura riscada, entre outros estragos e roubos, sente, e de que maneira, na carteira e na revolta, também perante a inoperância das autoridades. Bem, claro que não podem estar em todo o lado, mas... há prioridades que se têm de concretizar e rapidamente.

Para começo não está nada mal... assim vai o nosso Verão!




comentar
gargolado por westnelson, em 20.08.09 às 00:01 link do gargol | | favorito

Hoje [ontem] foi dia de cheques na marginal norte da Nazaré. Depois de cheia que nem um ovo, aquele estacionamento ainda leva umas largas dezenas de viaturas. Aquilo é que foi facturar. Todos os veículos ali estacionados estavam multados... e bem multados, diga-se. O problema é que só o fazem de vez em quando numa acção clara de caça à multa. Primeiro facilitam, facilitam, e, quando os automobilistas ganham confiança e até estam à-vontade... truzcatrapuztustus. Toma lá um cheque e não digas que vais daqui.

Devia haver ali um ou dois agentes em apoio e fiscalização permanente durante o Verão. Isso sim, isso era trabalhar em prol [do trânsito e do estacionamento] da Nazaré. Curiosamente, nas voltas que dei pela vila, e foram muitas, tanto de manhã como na parte da tarde, não vi um único agente. Deve ter sido mesmo uma acção relâmpago para ver se ninguém fugia sem o respectivo cheque. Assim vamos longe na engorda do orçamento.

 


comentar
gargolado por barraca37, em 17.08.09 às 14:58 link do gargol | | favorito

Este fim-de-semana passei por aqui, onde encontrei uma família inteira de emigrantes "tugas" à volta de um carro que estava bloqueado porque tinha as rodas em cima de uma passagem de peões, vulgar passadeira.

E o diálogo foi este:

Pai: que raio, tenho o carro bloqueado!
Filha: é o que acontece quando vens a Portugal. Senão tivéssemos cá vindo nada disto teria acontecido.

Friso mais uma vez que o carro estava em cima de uma passagem de peões.

Questiono-me se existem passagens de peões na Suíça, país de onde era oriunda esta família de emigrantes?!

FOTO: West

mais em barraca37

 

 


comentar
gargolado por westnelson, em 16.08.09 às 14:27 link do gargol | | favorito

 


comentar
gargolado por westnelson, em 21.07.09 às 20:09 link do gargol | | favorito

Se por um lado a PSP deixa abusar a bom abusar do estacionamento aos fins de semana por notória falta de estacionamentos periféricos com apoio de transportes urbanos a toda a hora, por outro lado, não o devia deixar fazer. Não se respeitam as passadeiras, os sinais de trânsito, os passeios, os peões que somos todos nós, onde todo e qualquer tipo de estacionamento é permitido, para depois, num repente sem critério algum além da vontade de quem decide e chefia homens, muitas vezes mal preparados e eles próprios com poder de decisão sem critério definido, puxarem das pastas e desatarem a multar os infractores dos abusivos estacionamentos que, ontem até eram permitidos, apesar das leis do código da estrada, e hoje, assim de repente, deixaram de ser porque se tem de cumprir com o código da estrada e o critério, ontem, inaplicável, hoje, é aplicável porque vem nas normas estabelecidas.
 

Como se pode ver nas imagens, no Domingo o estacionamento na zona Norte da Nazaré estava péssimo, selvagem até! Os passeios eram o melhor sítio para parquear viaturas, os sinais de trânsito não interessavam para nada e as passadeiras (?), cagavam-se nelas! Não vi um único agente da PSP a colocar alguma ordem no caos. Mas vi cinco “fardas”, imigrantes de Leiria incluídos, com as mãos nos bolsos à porta da esquadra a apreciar as meninas que passavam e uma viatura azul e branca com a lotação esgotada, toda a tarde às voltas pela marginal, onde os ocupantes se distraiam a “ver as vistas!”

No dia seguinte, nem parecia que estávamos na mesma localidade. Apesar de uns “abusadores de ocasião”, até se podia circular “à pata” pelos passeios e atravessar nas passadeiras sem grandes problemas de acesso às mesmas. Ainda assim consegui encontrar algumas, diga-se, muitas excepções, que vêm confirmar a regra. E esta regra, não é mais que uma constatação de factos: Ao fim de semana “tá a palecada acamada!”; durante a semana, nada. E, mesmo aqueles que vêm à praia, fazem-no apenas com esse intuito. Permanecem durante o dia, trazem tudo e mais alguma coisa, como se viessem para ficar por quinze dias. Quando o “Sunset Beach” atinge o auge, é hora de agarrar na família, na tralha toda, pegar na viatura e “bazar”, porque a auto-estrada transforma o longe em perto e, apesar de cara, até fica mais barata que uma casa alugada ou que uns chambres para meia dúzia de dias.

 





Copyright Gargol 2013 | linhas mestras | gargol@sapo.pt

eXTReMe Tracker






Linhas mestras

gargol@sapo.pt
Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

28
29
30
31


pesquisar no Gargol
 
.
mais comentados
gargoladas antigas