comentar
gargolado por westnelson, em 28.05.14 às 18:06 link do gargol | | favorito

O melhor é não se realizar a “Copa do Mundo”!

Segundo um estudo realizado pelo banco de investimento Goldman Sachs intitulado "O Campeonato do Mundo e a Economia" e depois de muitas contas, equações e cálculos… económicos(!) – como se o futebol fosse apenas matemática e economia e não fosse um jogo cheio de imponderáveis –, indicou que o Brasil vai ganhar numa final Sul-Americana por três bolas a uma, precisamente contra a Argentina, selecção que derrotará a nossa nos oitavos de final por duas bolas a uma.

E pronto, é isto. Vou dedicar-me aos tremoços! No final dir-vos-ei quantos comi após a contagem das cascas!


comentar
gargolado por westnelson, em 08.04.14 às 19:38 link do gargol | | favorito

Fazer uma discussão em torno do ordenado mínimo é urgente. Já, fazer a mesma discussão para aumentar em 15€ o mesmo, sendo que dará qualquer coisa como 8,5 cêntimos por hora (numa média de 8 horas de trabalho diárias e 176 mensais) é tudo menos uma discussão séria, e já não falo na falta de vergonha do Primeiro-ministro e sua seita, mas sim da perda de tempo e da falta de seriedade, também, por parte do Patronato e das Centrais Sindicais que o propõem. Migalhas? Esmolas? Eu gostava de os ver, a todos, receber tais quantias para ver o que faziam, ou melhor, o que não faziam. Ironias à parte, este ordenado mínimo de 485 euros que agora levanta tanta celeuma por tão pouco (!), já Sócrates, em 2011, o queria ver nos 515 euros (!), o que também não era nada por aí além, além de ser – passe a redundância –, melhorzito, pelo menos era o dobro do aumento, mas agora, numa discussão que nem sabemos se vai acontecer, com três anos de atraso e pela metade do valor que deveria ter aumentado. A isto chama-se aumentos em saldo! A ter sido concretizado, não só por Sócrates, que entretanto sairia, mas pelas promessas desta seita de enganadores, estaríamos agora a falar, ou não, num aumento para os 530 ou 540 euros, na melhor das hipóteses, o que, infelizmente, continuaria a ser bastante penalizador para os trabalhadores de um país onde os custo de vida é dos mais elevados numa comunidade económica em que somos os mais mal pagos dentro do circulo da zona euro – mas só ao nível baixo e médio, porque as “altas patentes” (termo bastante vago e abrangente) não há quem nos bata – “somos” até melhor remunerados que os outros! Quem se lixa é sempre o mexilhão que não pode fugir por estar perpetuamente agarrado à pedra!


comentar
gargolado por westnelson, em 18.05.13 às 16:26 link do gargol | | favorito

À exactamente 5 anos o Portas dizia isto - e eu até concordava. Mas, gostava de o ouvir agora sobre as políticas do seu governo que apenas olha as finanças, relegando a economia para segundo ou terceiro plano. Diga, diga lá senhor Portas - tem a palavra. Sim, eu sei que você não é compatível com algumas das medidas tomadas ultimamente. Assuma isso e deixe o Coelho e o Gaspar a pastarem sozinhos. Assuma-se de uma vez. É mais forte do que tudo o resto, não é?! Pois, já sabíamos. Contudo, espero que ainda se arrependa e faça o que tem de ser feito. Um país não são só números, também são as pessoas, a sua vida condigna, a saúde, a educação, as empresas, os transportes, enfim, um país é composto por tanta coisa e se não funcionar como um todo, a tal economia que o sustenta, também não pode haver um fisco saudável e sustentado pela mesma, sob pena de se extinguir no próprio processo de aniquilação da economia praticada com o seu apoio a este governo ultraliberal do qual faz parte. Não seja hipócrita e assuma-se de uma vez contra estas políticas baseadas no fiskojacking, ou seja, nos assaltos que nos estão a fazer diariamente.


comentar
gargolado por westnelson, em 20.04.13 às 02:08 link do gargol | | favorito

Esta (má) junta médica está a insistir num (mau) receituário que em nada favorece o doente, pelo contrário, são os genéricos da austeridade absoluta que o estão a levar, cada vez mais depressa à degradação da pouca, se é que ainda existe alguma, saúde que ainda o faz respirar. O doente já não lá vai com receitas austeras e só respira porque os movimentos peristálticos o mantêm vivo. Ora, está mais que provado que não são estas receitas que a junta insiste em passar que vão recuperar o doente, ainda que, aparentemente, à vista do resto do mundo e de outros agentes e adeptos deste tipo de medicina isso pareça estar a acontecer. O que começa a acontecer é que muitos deles, por via de idênticos receituários em doentes da mesma índole, reconheçam ter falhado. Portugal, esse grande país, outrora a maior potência marítima do mundo, precisa de melhorar rapidamente, precisa de sanar o crescimento negativo e recuperar quanto antes a sua imunidade. Só assim a débil saúde do país, a quarta pior do mundo – já pensaram bem neste galardão? –, com tendência para subir naquela escala se nada for feito de forma contrária ao que tem sido (mal) feito, pode melhorar.

Em primeiro lugar essa economia, o ar com que o doente respira, só o pode ajudar se bem trabalhada e libertada do estrangulador a que está sujeito à demasiado tempo, as finanças, esse travão que em vez de a ajudar a alimentar, corta-lhe por completo o canal por onde ainda vai entrando o pouco ar com que respira. Quanto mais tempo se demorar numa aplicação de um receituário mais conveniente ao doente mais nos aproximamos daquilo que vai ser uma operação de urgência tipo traqueostomia. Duvido muito é que o cirurgião de Belém tenha a categoria para a fazer.


comentar
gargolado por westnelson, em 07.04.13 às 18:08 link do gargol | | favorito

Um documento analítico da condição da empresa municipal Nazaré Qualifica elaborado por Orlando Rodrigues pertencente ao Secretariado do PS Nazaré.

Para se poder compreender melhor toda a discrepância existente entre o que é e para o que está a servir esta empresa, sem que haja intervenção analítica de terceiros basta comparar o orçamento e plano de actividades desta empresa para 2013 e os estatutos da mesma.

Análise Nazaré Qualifica by PS Nazaré


comentar
gargolado por westnelson, em 21.09.11 às 23:24 link do gargol | | favorito



Neste momento o Dr. Alberto João Pirata da Ilha da Madeira, já anda à procura do melhor cantinho numa praia do seu Jardim – ou não fosse a Madeira neste momento a ilha dos segredos com um buraco enorme onde o carnaval e as piratarias duram há trinta anos – para se esconder e desse modo "enfiar a cabeça na areia". Nesta altura de busca não lhe dão descanso e já está rodeado por “toda a gente” a ver quem é o primeiro a aproveitar-se da situação. Mera vingança dos cubanos do rectângulo. Apregoam agora, aos sete ventos, que foi o que fez o Pirata da Ilha da Madeira, o tal do Jardim do Atlântico com aspirações independentistas, durante trinta anos. Dizem, ainda, que gozou* [sentido 5, 6 e 7 do significado do verbo] a seu belo prazer com as gentes do rectângulo vertical a Nordeste da Ilha do Tesouro mais conhecidos por Cubanos do Continente.

*Verbo Gozar

go.zar

  1. aproveitardesfrutar
  2. terpossuir coisa agradável
    • Você goza de uma boa saúde.
  3. regozijar-se, ter satisfação
  4. (Direitoaproveitar um direito ou usufruir dele
  5. sentir prazeratingir o orgasmo nas relações sexuais
  6. ejacular
  7. fazer piada de; dirigir escárnio a

comentar
gargolado por f0fa, em 28.04.10 às 20:57 link do gargol | | favorito

Bartoon in "Público" por Luís Afonso


comentar
gargolado por westnelson, em 09.04.09 às 18:07 link do gargol | | favorito

"O maior desequilibro financeiro foi notado nas câmaras de Aveiro, do Fundão, da Nazaré, de Oliveira de Azeméis e de Celorico da Beira, decorrente, essencialmente, do peso das dividas a fornecedores. De acordo com a LFL, um município que apresente dividas a fornecedores superiores a metade das receitas do ano anterior pode entrar em ruptura financeira."

 

Excerto da notícia, hoje no DN com o título - "Dívida de 308 câmaras é inferior à da CP e da Refer"

 





Copyright Gargol 2013 | linhas mestras | gargol@sapo.pt

eXTReMe Tracker






Linhas mestras

gargol@sapo.pt
Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

28
29
30
31


pesquisar no Gargol
 
.
mais comentados
gargoladas antigas