comentar
gargolado por westnelson, em 16.10.13 às 02:00 link do gargol | | favorito

O que o José Eduardo dos Santos queria era uma ponte com auto-estrada com quatro faixas para cada lado e sem portagem – já não lhe chega uma simples ponte com uma simples estrada. Se para nós já é bom...! Tratasse de muita exigência para quem ainda há pouco tempo andava por caminhos de terra batida e picadas sem sinalização!
Portugal ainda é um país soberano e na verdade o que vou vendo por aí, quer seja bom ou mau, é Angola a mais, e não me agrada nada. Está bem, Têm dinheiro, petróleo, diamantes e tudo mais, mas não nos dão lições de democracia, civismo e justiça [cof, cof, cof...], embora já nos venham dando lições de corrupção. E, ai sim, fazem mesmo questão de ser doutorados na matéria onde, por pena minha, já vamos tendo uns mestrezinhos capazes de nos surpreender. É aí que a nossa justiça, para já, começa a abrir fissuras... Vamos ver!


comentar
gargolado por westnelson, em 20.02.10 às 05:06 link do gargol | | favorito

Mais de 140 anos depois de Eça de Queiroz ter publicado o texto abaixo indicado no jornal "O Distrito de Évora", é incrivelmente notória a actualidade das mesmas linhas. Não só o tempo é relativo (afinal o que são 140 anos?), assim como o é a qualidade de quem nos governa (ou desgoverna?!), para o bem e para o mal. A linha, também ela, é relativa e pode ser ténue ou nem por isso - depende apenas das opiniões (dos outros), dos favorecimentos (ou não), das decisões (ou falta delas), enfim, depende sobretudo das consequências das acções tomadas, independentemente das razões que lhes deram origem. Tudo isto se aplica tanto a nível nacional como a nível local.

 

 


comentar
gargolado por f0fa, em 29.12.09 às 00:01 link do gargol | | favorito

Fonte: Cartoon do António in Expresso

 

Foi um assunto que dominou grande parte do ano que agora acaba, o Nacional Sucatismo, com grandes nomes e entidades ao barulho, e, está longe de terminar, se é que termina, pelo menos com o apuramento da verdade. Mas como em muitos casos, poderá a culpa morrer solteira? Será que há culpa de alguém? Será que...? Será que...? Não sei. Não sei. O que sabemos ao certo, é que a sucata rende milhões quando tratada como se fosse ouro, ou quase. Acabamos a década com a sucata e outras corrupções e corruptelas, até agora por provar definitivamente, a dominar o regime democrático do nosso Portugal. Viva a Sucata!


comentar
gargolado por f0fa, em 31.10.09 às 18:28 link do gargol | | favorito

 

Bartoon in "Público" por Luís Afonso

 





Copyright Gargol 2013 | linhas mestras | gargol@sapo.pt

eXTReMe Tracker






Linhas mestras

gargol@sapo.pt
Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

28
29
30
31


pesquisar no Gargol
 
.
mais comentados
1 gargoladela
gargoladas antigas