comentar
gargolado por westnelson, em 07.09.09 às 23:39 link do gargol | | favorito

Em altura de festas, as festas do Sítio, ou melhor, as festas em honra de N.ª Sr.ª da Nazaré, ou, como agora lhes chamam  ̶  Nazaré em Festa  ̶  sabe bem recordar o quanto era bom aquele tempo em que as mesmas eram realizadas nas ruas do "nosso" Sítio. Caramba, que saudades. Aquele envolvimento todo com o comércio local e com a população, numa mistura salutar, criando uma atmosfera só compreendida se vivida.

Onde estão os matraquilhos de outrora, as barraquinhas dos tiros, aqueles restaurantes ambulantes com frango no churrasco e pouco mais, enfim tanta coisa que deixou de vir às festas, e nem as senhoras locais com o café d'avó para acompanhar a bela fartura enquanto se esperava pelo fogo, lá estão... O espaço é outro. As festas mudaram. As festas agora são outras!

 

Hoje, em noite grande, ou supostamente, a grande noite das festas, resolvi ir até ao parque Atlântico ver como estavam as coisas por lá. Nem sequer para o espectáculo fiquei de tão desiludido que estava com o aspecto desolador que o espaço apresentava. Pouca gente, menos umas sete ou oito barracas, menos divertimentos, menos alegria, enfim, desolador. Na Bonarte apenas um restaurante representado. Em tempos mais recentes chegaram a estar lá uns quatro à escolha do freguês.

Só mesmo para ir comer uma bifana e beber uma cerveja ao Zé da Caldas é que lá vou voltar. Talvez no dia 10 vá ver o espectáculo dos "B'54" se chegar a horas de um compromisso em Leiria. E, nada mais.

Dêem lá as desculpas que derem, nunca mais vão conseguir ter festas como antigamente nas ruas do "nosso" Sítio. E, nem a super iluminação do Santuário, a iluminação do telhado da capela de N.ª Sr.ª da Nazaré e a iluminação das ruas  ̶  melhor que a iluminação do Natal nas ruas da "Praia"  ̶  salvam as coisas.

 





Copyright Gargol 2013 | linhas mestras | gargol@sapo.pt

eXTReMe Tracker






Linhas mestras

gargol@sapo.pt
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10

13
14
16
17
19

20
22
25
26

28
29


pesquisar no Gargol
 
.
gargoladas antigas