comentar
gargolado por westnelson, em 26.06.13 às 18:27 link do gargol | | favorito

Depois da decisão do tribunal que sentenciou contra a candidatura de Fernando Seara ao município de Lisboa – não sendo caso único no país, também, não se percebendo o porquê de decisões com resultados tão diferentes para casos tão idênticos – dá a sensação que este marcou golo seguido de uma falta – tal como nos outros casos que, curiosamente e à excepção de um ou dois de uma equipa mais avermelhada, são todos laranjas (ou azuis - querem lá ver que passaram para os centristas e ninguém sabe!) – e, ainda assim, foi validado. Marcou na seara alheia mas não é certo que, apesar deste golo mal validado, Seara e a sua equipa ganhe o jogo; até porque, a outra equipa, por todo o trabalho desenvolvido segue na frente e, sendo melhor, também segue na posição cimeira deste campeonato e só uma catástrofe a faria perder esta partida em particular e o campeonato no geral. (a)

 

A última jornada está marcada para 29 de Setembro nos estádios dos vários municípios e o campeonato está a compor-se. Por cá também... Mas até lá, muito há para jogar – e esta equipa sabe jogar, sabendo que, é preciso disciplina táctica, jogo limpo, clareza nas ideias e nos ideais (1) embora muitos acreditem que, aqui, o campeonato seja de surf (2), e que, mesmo assim, podem fazer jogo sujo e vencer levados por uma onda gigantesca que de boa nada tem, antes pelo contrário. A onda que esses surfam tem a dimensão de uma dívida de mais de 50.000.000,00€ (cinquenta milhões de euros) – creio que, nivelada por baixo, por quem, ainda assim, teve a coragem de aprovar as contas do município em assembleia municipal – pelo menos tendo em conta como se desenvolveu o processo, aliás já testado e confirmado pelo poder instalado por diversas ocasiões –, na ordem dos 43.000.000€uros. Quanto aos outros, apenas esperam para entrar em jogo, mas não sei se terão oportunidade de experimentarem a borracha que não em aquecimento (3) (4) (5). Vamos ver se entretanto aparecem mais candidaturas (in)dependentes!


comentar
gargolado por westnelson, em 25.06.13 às 17:35 link do gargol | | favorito

O que está na base desta onda, muito provavelmente, é, também, a origem deste síndrome...

Bem vindos à Nazaré!


[1] + [2]


comentar
gargolado por westnelson, em 22.06.13 às 17:04 link do gargol | | favorito

Idiossincrasias de um município - O estado natural das coisas que vão acontecendo (de forma normal), num qualquer município onde as contas públicas correm com normalidade e sem grandes problemas.

 

Idiotossincrasias de um município - O estado alterado das coisas que vão acontecendo (de forma anormal), num qualquer município onde as contas públicas dispararam para números na ordem dos muitos milhões de €uros em dívida sem que se tenha feito ou se veja obra ou qualquer outra coisa em prol das populações... a não ser a tentativa de hipotecar o futura dos munícipes com ideias que jamais ocorreriam a quem quisesse o bem público que não o individual ou só o de alguns.

 

Qualquer semelhança coma realidade é pura coincidência! 


comentar
gargolado por westnelson, em 17.06.13 às 15:32 link do gargol | | favorito

E vão dois equívocos ou lá o que queiram chamar a esta falta de honestidade intelectual, para não lhe chamar outra coisa, por parte das hostes da secção nazarena do PSD. Presumo que as inverdades afirmadas por parte daquela força política para com a Concelhia nazarena do PS tenham apenas o intuito eleitoralista de modo a confundirem o eleitorado. É a mais baixa forma de fazer política, aquilo a que normalmente se costuma chamar, entre outras expressões, de politiquice. São acções e tomadas de posição deste tipo que tiram a credibilidade aos "políticos" por parte dos cidadãos de uma maneira geral.

Ter coragem e defender aquilo que pretendem fazer e sempre fizeram ao longo dos vários executivos, especialmente neste último, digamos que, não é apanágio deste insalubre PSD. Antes, já é prática corrente de quem nos governa mesmo na esfera local. Arrasaram com a “economia do concelho” e é o que pretendem continuar a fazer em caso de haver uma doença súbita generalizada de uma população que tem sido achincalhada, gozada e sugado até ao tutano. Numa altura em que a procissão já vai no adro, começa a valer tudo, inclusivamente lavagens cerebrais e até tirar olhos – Tenham medo! – dizem, provavelmente, alguns deles. Quem esteve no poder vinte anos e fez os estragos que fez, e que, caso sejam chamados a (des)governar este concelho, certamente o vão querer continuar a fazer. É esse o compromisso com futuro que nos reserva a candidatura da continuidade, não tenham dúvidas.

 

Histórico da recente esquizofrenia política:


1º Ataque de esquizofrenia política – A água, saneamento básico e recolha de resíduos urbanos


2º Ataque de esquizofrenia política – A problemática do fecho dos CTT em Valado dos Frades.


3º Ataque de esquizofrenia política – [provavelmente já está em congeminação na secção nazarena do PSD – o alvo são os mesmos de sempre – a candidatura às autárquicas por parte da concelhia nazarena do PS. É esta a política pouco credível, para não dizer nada credível do compromisso com futuro].


comentar
gargolado por westnelson, em 17.06.13 às 00:39 link do gargol | | favorito

Antes:

 

 

Fim de tarde no molhe norte do porto de abrigo da Nazaré - 3 de Agosto de 2009, mas foi assim até final de Janeiro de 2013.



Depois:

 

         

 

         

 

E agora, vai ficar assim?

Tal como os recifes artificiais foram colocados no fundo do mar a sul da Nazaré em frente da praia do salgado para dinamizar a reprodução de algumas espécies piscícolas, e que muitos nos querem fazer crer que até está, realmente, a resultar, quando os sonares das embarcações dizem que está tudo areado no fundo - são os pescadores que o afirmam; o velho farolim do molhe norte vai servir para que os percebes da Nazaré se reproduzam numa zona altamente batida pelo mar. Tenho a impressão que vai mesmo ser o melhor percebe da região. Pena as licenças para mariscador serem tão caras!


comentar
gargolado por westnelson, em 15.06.13 às 14:21 link do gargol | | favorito

Mais uma vez a secção nazarena do PSD fez um infame e desmedido ataque ao PS Nazaré usando para isso um comunicado à população. Diga-se que, de comunicado apenas tem o nome, nada mais.

 

A Forma:

Mesmo colocado num qualquer blog que não em montras de cafés e afins do comercio local, não passava de um post bastante medíocre, mal escrito, usando vírgulas e outros sinais tais como pontos de exclamação sem nexo, aplicando um português, no seu todo, característico de uma composição de um fraco aluno do 5º ano.

 

O Conteúdo:

Nota-se logo que, quem escreveu esta espécie de texto mal articulado, apenas teve a intenção do ataque mentiroso ao PS Nazaré de forma, mais uma vez, a confundir as pessoas, neste caso, em especial, os munícipes, ou seja, o eleitorado de Valado dos Frades. Só não compreendo o porquê de não fazer o mesmo contra o partido que com eles faz coligação na Junta de Freguesia do Valado e que votou, bem, tal como o PS, contra a saída dos serviços postais da esfera dos CTT. O único partido que foi sempre coerente com as ideias e tomadas de posição, bem definidas em prol da população em todo este processo, foi o PS Nazaré. O único partido a estar presente ao lado dos populares nos momentos de luta “in loco” foi o PS Nazaré, nenhum outro partido do concelho se interessou pela luta que os munícipes travavam. Tudo, sempre sem o apoio dos autarcas da coligação eleitos para a Junta e do seu presidente.

 

Normalidade Retomada:

Para que a verdade seja reposta e toda a gente fique esclarecida, melhor que ler estas linhas será, com certeza, ler a necessária defesa do PS, tanto pela parte dos autarcas eleitos pelo PS para a assembleia da Junta de Freguesia do Valado dos Frades, como por parte do PS Nazaré. Quanto ao actual presidente da junta de Valado dos Frades eleito pelo PSD e seus camaradas, é – como o tal fraco aluno do 5º ano que poderia ter [mal] escrito o vil ataque – muito fraco. Não tem categoria para ser presidente de junta nenhuma.

COMUNICADO À POPULAÇÃO DE VALADO DOS FRADES by West Nelson


comentar
gargolado por westnelson, em 11.06.13 às 17:06 link do gargol | | favorito

Na semana em que se festeja o Santo António, assinalou-se, também, o dia 10 de Junho: Dia de Portugal, de Camões e das comunidades portuguesas. Agora, mais do que nunca, faz sentido exaltarmos o dia da nação, numa altura em que estamos a ser esventrados por um desgoverno que, aparentemente, ninguém consegue sanear. Nem sequer quem o poderia fazer usando, de imediato, instrumentos legais e anuentes com a constituição – Tão opressor é o que oprime como aquele que cria condições para o acto acontecer. No dia da unidade nacional o senhor presidente da república fez um discurso bom, aliás, extremamente bom para ser debitado na inauguração do certame da Ovibeja. Enquanto isso, vamos assistindo ao occídio de uma nação por um homem... e seus comparsas. Pode um homem sozinho rebentar com a nação mais antiga da Europa, pode?

A nação Portuguesa é a única neste continente a comemorar o seu dia nacional através da cultura – quando nem sequer existe um ministério que a tutele, sendo, deste modo, atirada para a gaveta de uma secretária no canto mais paupérrimo e sombrio de um qualquer gabinete – enquanto todos os outros países o fazem tendo como pano de fundo datas históricas de grandes batalhas e independências. Se calhar estava na altura de nos amotinarmos de outra forma, de deixarmos de ser um país de costumes e gente tão branda. Não, não o desejo, mas, se isso for preciso, acho que os portugueses estão prontos para a luta. Afinal, ensinaram-nos num serviço militar, em tempos obrigatório, que, devemos defender a nossa bandeira, a pátria e a constituição da república Portuguesa, enfim, os portugueses, seja contra quem for e, neste momento, o inimigo está identificado, e, ainda por cima não tem respeitado a constituição – são o nosso pior pesadelo. Se as suas acções não nos fizessem sofrer na pele e não provocassem uma cruenta dor, até se podia dizer que, este governo, era tal e qual uma trupe ambulante desajeitada e do mais rasca que há, saída de um qualquer canto, para nos divertir – com macaquinhos amestrados e tudo.

Ainda assim, vale a pena celebrar a nação e a sua história como modo de nos enchermos de energia positiva para levar o barco a bom rumo. E, a rota que nos espera está traçada, agora mais que nunca, é a de recuperar este exânime país, mas primeiro temos de sanear a seita da desgovernação. Julgam-se os salvadores da pátria, quando na realidade são os algozes da pátria e de tudo o que a ela diz respeito: A vida condigna das pessoas, o estado social, o serviço nacional de saúde, a educação, a cultura, o trabalho, as empresas... a economia no seu todo. Como é possível a burrice poder ir tão longe.

Nós merecemos melhores timoneiros. Merecemos, também, um melhor skipper. E, já agora, não se esqueçam de pedir um desejo ao Santo António, nem que seja para fazer bom tempo, embora esse seja das competências de S. Pedro, é que a causa de todo o mal pode ser das condições meteorológicas!





Copyright Gargol 2013 | linhas mestras | gargol@sapo.pt

eXTReMe Tracker






Linhas mestras

gargol@sapo.pt
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14

16
18
19
20
21

23
24
27
28
29

30


pesquisar no Gargol
 
subscrever feeds
.
gargoladas antigas