comentar
gargolado por westnelson, em 29.04.10 às 00:05 link do gargol | | favorito

Foi na, Quarta-feira passada, 28 de Abril de 2010, no "Nazaré FM On-line", um programa do departamento de informação da Rádio Nazaré que, tivemos a presença de Domingos Xarepe, 65 anos, Técnico de Turismo cuja página no Facebook pode aceder em facebook.com/domingos.xarepe.


"Paixões, quantas tenho? .... Não sei bem, ou não as posso divulgar? ... Mas há duas numa geografia tão diferente. ... De um lado a terra, minha cidade de Estremoz - Alentejo, de outro o mar, o Sítio, a Nazaré, Rainha do litoral de Portugal!"


Foi a partir deste pequeno texto retirado da sua página no facebook que desenvolvemos uma agradável conversa com Domingos xarepe.

 

Pode ouvir esta edição do "Nazaré FM on-line" a partir do podcast (temporário) ou fazer o download para o seu suporte através dos links abaixo disponíveis.



Download do programa




comentar
gargolado por f0fa, em 28.04.10 às 20:57 link do gargol | | favorito

Bartoon in "Público" por Luís Afonso


comentar
gargolado por westnelson, em 25.04.10 às 20:00 link do gargol | | favorito

Só para recordar - 36 anos depois da revolução de Abril.




comentar
gargolado por westnelson, em 25.04.10 às 16:22 link do gargol | | favorito

Ontem acompanhei de uma forma descontraída a apresentação do livro "Maníacos de Qualidade" de Joana Amaral Dias, no auditório da Biblioteca Municipal da Nazaré. Já que tinha forma de acompanhar apresentação do livro, resolvi fazê-lo de forma a tweetar os diversos andamentos do evento, mas claro, do meu ponto de vista, como já disse, descontraído, de forma a não sair dali, também, com alguma doença psiquiátrica, tal como uma das dez famosas figuras escolhidas pela autora para concluir este bom livro, segundo a opinião de quem já o leu e estava presente no evento. Os tweests podem ser vistos a partir destes links:

 

Tweet 1; tweet 2; tweet 3; tweet 4; tweet 5; tweet 6; tweet 7; tweet 8; tweet 9tweet 10; tweet 11; tweet 12; tweet 13tweet 14.

 

De referir que, o tweet que gostei mais de fazer foi o 10º desta lista que está incompleta por faltar dois tweets que iriam repetir informação(?!) já transmitida noutros tweets. Posso dizer que, foi um prazer acompanhar este evento desta forma.




comentar
gargolado por Jose Monteiro, em 19.04.10 às 04:00 link do gargol | | favorito

Pela liberdade que dá. Evito incorrer em pirataria, e tenho à minha disposição todas as ferramentas que necessito, pessoal ou profissionalmente.

 

Tudo isto com uma licença livre. Não forçosamente 0€, mas livre.

 

Sob o jugo de sistemas operativos comerciais, não seria possível tirar partido do poder computacional das minhas máquinas. Como exemplo veja-se só o custo em tempo a explorar uma ferramenta por esta ter sido um investimento pesado, sem possibilidade de explorar outras ferramentas que até poderiam ser melhores para a tarefa necessária.

 

No mundo do software livre, a variedade de sistemas operativos é virtualmente infinita. Recordo com prazer alguns dos que já utilizei, não apenas linux:

 

As distribuições linux redhat[1], fedora[2] e debian[3].

 

O opensolaris[4].

 

Os sistemas bsd, particularmente freebsd[5] e netbsd[6]. Deste ultimo recordo um didactico encontro em que me salvou numa maquina vax/vms[7] que ainda estava em produção. Grande aventura!

 

Actualmente uso ubuntu[8], quer em desktop quer em server. O ubuntu é uma distribuição de linux[9].

 

O Linux é muito bom e é livre.

 

Ora vamos lêr de novo, ..."bom e livre"?


Parece paradoxal, o que traz o desafio de passar a mensagem. Vamos a isso!

 

O Linux é estável, confiável e poderoso. Logo recém instalado, oferece um ambiente completo de desenvolvimento.

 

É o standard de facto da investigação em redes. Seja qual fôr o interface de rede do momento, o conhecimento e ampliação das suas capacidades nasce em ambiente linux.


É fácil perceber que tanta academia traz actualizações diárias. Hà pouco tempo troquei de maquina de secretária e naturalmente mudei apenas o disco da maquina antiga para a nova. Sabia que o meu ubuntu beta2 lucid lynx arrancaria à primeira no novo hardware.

 

Ambiente gráfico completo e rápido. Emulação e virtualização nativas.

 

Enough said.


O que me traz ao motivo inicial deste artigo: o contador de chegada da proxima versão do Ubuntu, a Lucid Lynx.

 

Ei-lo!

 

 

[1] - www.redhat.com/

[2] - fedoraproject.org/

[3] - www.debian.org/

[4] - www.opensolaris.com/

[5] - www.freebsd.org/

[6] - www.netbsd.org/

[7] - en.wikipedia.org/wiki/VAX/VMS

[8] - www.ubuntu.com/

[9] - pt.wikipedia.org/wiki/Linux


comentar
gargolado por thevideolistener, em 06.04.10 às 00:16 link do gargol | | favorito

A "hora do recreio" sempre foi aquele tempinho entre a aula de Matemática e a de Meio Físico, em que todos corriam para a rua como se o mundo acabasse entretanto, para brincarem a algo que ainda não haviam combinado . Qualquer passatempo era interessante, depois a imaginação tomava conta do resto.

Com o passar do tempo, largámos aquele desejo fantástico de nos tornarmos astronautas, para algo mais realista; penso ser objectivo de todos, fazer da antiga "hora do recreio", horas reais de trabalho, em que o ambiente em redor seja perfeito, sem grandes pressões; e claro, a fazer aquilo que mais gostamos. Não digo que seja fácil chegar a esse patamar de estabilidade, porque não é, e isso está comprovado pelo número de pessoas que não gostam do trabalho que exercem, por inúmeras razões...ou talvez só por uma.

 

Hoje em dia na internet existem parcerias, entre pessoas com visões semelhantes sobre uma determinada área, que formam projectos interessantes, visualmente disponíveis na grande rede. É, sem dúvida, o melhor terreno para se montar um negócio, ou pelo menos ajuda na sua divulgação. Sei que muitos já tiveram as suas dificuldades, mas com muita orientação e dedicação, conseguiram fazer do seu trabalho, a sua hora do recreio.

 

 

MY NAME WAS GOD é uma dessas parcerias, um site colectivo com trabalhos na área do audiovisual e graphic design experimental liderados por Sebastian Lange, Daniel Bin Johari e Christian Bucher.

A conhecer.

 

 

 

Deixo vos um dos trabalhos de Sebastian Lange (motion designer) sobre tipografia experimental "Flickermood":

 

 

 

Enjoy (your work)


comentar
gargolado por westnelson, em 02.04.10 às 23:26 link do gargol | | favorito







Copyright Gargol 2013 | linhas mestras | gargol@sapo.pt

eXTReMe Tracker






Linhas mestras

gargol@sapo.pt
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
20
21
22
23
24

26
27
30


pesquisar no Gargol
 
subscrever feeds
.
gargoladas antigas