comentar
gargolado por westnelson, em 07.05.09 às 16:04 link do gargol | | favorito

O bom tempo apanhou o feriado do dia 1 de Maio e o fim-de-semana passado. Diria mesmo que foi um bom fim-de-semana prolongado. Em consequência disso e do calor que se fez sentir ainda mais além, a praia da Nazaré esteve a abarrotar de gente, mais ainda que naquelas praias da ‘linha’ e do ‘Allgarve’ – «Irra! São sempre as mesmas a aparecer nas notícias das TV’s à hora do jantar.»

Outra consequência dessa outra consequência, a praia a abarrotar de gente, foi tê-la encontrado com bastante lixo. Fiz um pouco de praia no final de Março deste ano e não estava assim, tão suja.

Isto pode ter várias leituras óbvias, mas, talvez ilógicas: A quantidade de pessoas predispostas para vir à praia aumenta com o avançar no tempo em direcção ao estio; O tipo de utilizadores da praia vai-se degradando, até pelo aumento dos mesmos - era desde boions de iogurtes, garrafas de águas, sacos de plástico, restos de comida e até uns chinelos abandonados e um desodorizante de spray eu vi; A falta de recipientes de recolha que, não sendo normal, tem uma explicação lógica e compreensível – A máquina de terraplanagem anda a endireitar a praia que não pode estar ocupada com objectos que dificultem as manobras para nivelar a extensão de areia onde irão montar aquelas imensas filas de barracas, paralela e estrategicamente, alinhadas da terra para o mar; Este não estava tão calmo como no final de Março e em consequência disso trás sempre mais lixo até à linha de água, desde canas, bocados de madeiras, esferovites, cortiças, recipientes ou partes plásticas, sapatos, sapatilhas,  lixos diversos, etc... Vê-se de tudo um pouco!

 

Há que limpar a praia e, sobretudo, há que evitar sujá-la, vandalizá-la. Como utilizador daquele espaço ao qual, duma maneira geral, não se dá o devido valor, não consigo compreender como e porquê há gente que o faz sistematicamente. Por favor, não joguem lixo na praia. A desculpa de não haver, temporáriamente, recipientes de recolha, não justifica. Há sempre uma maneira de dár utilidade aos saquinhos de plástico e aos ecopontos da vila.
 





Copyright Gargol 2013 | linhas mestras | gargol@sapo.pt

eXTReMe Tracker






Linhas mestras

gargol@sapo.pt
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
16

17
18
19
20
22

25
26
28
29
30



pesquisar no Gargol
 
.
gargoladas antigas